• Papai no Controle

Tarsila no cinema – Sing, quem canta seus males espanta


Afinal, com quantos anos posso começar a levar crianças ao cinema? Eu e Tarsila nos aventuramos em busca dessa resposta. O filme escolhido foi Sing, quem canta seus males espanta, um musical super animado que conseguiu prender a atenção da Tarsila, de apenas 2 anos, por algum tempo. Depois disso, pernas pra que te quero!

Tarsila acordou cedo e percebeu uma movimentação diferente. Esperta, logo indagou: “Papai, onde vamoixx ?” (o x é o sotaque carioca que não sei de onde surgiu). Enfim, contei empolgadíssimo que iríamos assistir um filme em uma televisão muito grande, numa sala super legal, com cadeiras fofinhas. Pulamos da cama. Era a primeira vez da Tarsila no cinema. Levei a mamãe para o apoio técnico, claro, estávamos indo rumo ao desconhecido! Dramas à parte, chegamos, fizemos amigos e finalmente, começou o filme. As cores, os animais e o som deixaram minha filhota de apenas 2 anos maravilhada. Ela ficou paralisada, em êxtase, observando cada movimento na tela gigante. O filme começou mostrando um pouco do sonho de um coala em reerguer um teatro comprado pelo pai e seguiu pelo cotidiano de animais que sonhavam em cantar profissionalmente. As cores, a música e a dublagem estão excelentes. Foi muito emocionante acompanhar esse primeiro contato dela com o mundo do cinema. Meus olhos encheram de água vendo a atenção dela.

Sobre o filmes

Um empolgado coala chamado Moon decide criar uma competição de canto para tirar seu antigo teatro da falência. A disputa começa quando sua assistente, Dona Kiki, se atrapalha na confecção dos panfletos e acaba errando o valor do prêmio de mil para 100 mil dólares. A novidade se espalha pela cidade e aí, vamos conhecendo os outros simpáticos personagens. A porca Rosita, A elefante Meena, O rato Mike, gorila Johnny e Ash, uma porca-espinho adolescente.

A dança e música atraíram muito a Tarsila, que, a essa altura do campeonato já estava em pé dançando e subindo nas cadeiras.

Quando todas essas histórias se juntam no palco do Teatro Moon, os personagens vivem dilemas pessoais e o diretor se desespera em busca de patrocínio. Os hits do mundo pop e a animação funcionam muito bem como comédia e dão vontade de cantar e dançar com os bichinhos. Embalada pelo ritmo, Tarsila grita socorro e quando eu olho para o lado, lá está ela presa na cadeira, que fechou com ela deitada dentro. Começou o sufoco. Não fosse cabine exclusiva para a imprensa, o pessoal já tinha colocado a gente para correr.

Enquanto Moon busca por dinheiro, nossa pequena telespectadora sobe e desce as escadas, pula nas luzes indicativas e dança com os porquinhos. Por fim, o teatro do coala desaba, e com ele a minha paciência. Tivemos que sair para não atrapalhar os colegas. Mamãe assistiu até o fim, mas acho que essa parte emocionante não vamos poder revelar, você precisa assistir no cinema. É muito bom.

É muito bacana que durante o filme, você vai se identificando com cada personagem, pois são histórias muito próximas da nossa realidade. Também é muito legal a forma carinhosa com que Moon trata e incentiva cada um dos cantores. A história é muito envolvente e deixa muitas lições de vida, de persistência e de resiliência. Sing – Quem Canta Seus Males Espanta é produzido pela Illumination Entertainment e será lançado pela Universal Pictures dia 22 de dezembro no Brasil. Ele tem tudo para ser um dos filmes de maior sucesso nesse período de natal.

E sobre a Tarsila, eu concluo que não existe idade para começar a levar seus filhos no cinema. Cada pequeno vai ter um tipo de comportamento e os pais precisam ter paciência para ensinar e acompanhar os filhotes. Tem também a questão do hábito. Como foi a primeira sessão da Tarsila e tudo era novidade, ela ficou apenas 30 minutos sentada e mais uns 30 subindo descendo e aprontando. Acredito que na próxima ela irá se comportar melhor. Encontre um tempinho e leve seus bebês ao cinema, tudo vale a pena. Eu sei que esse dia ficará guardado na memória de momentos felizes ao meu lado.

Forte abraço.

#Filmes #paideprimeiraviagem #bebê #maternidade #Paternidade #papainocontrole #arte #família #dicas

 Brasília DF  |      © 2015 Papai no controle  | blogpapainocontrole.com