• Papai no Controle

O que fazer quando sua filha decide fazer cocô nos locais mais inusitados?!


Sua filha vence o processo de desfralde, vocês saem para viajar, mas não encontram banheiros pelo caminho? Talvez você nunca tenha parado para pensar nisso, mas os papais penam para conseguir locais apropriados pra levar as meninas e o jeito é improvisar e rir das situações.

Vocês já devem ter ouvido aquela música da Marisa Monte, que diz, “Na chuva, na rua, na fazenda, ou numa casinha de sapê...”, então, aqui a história do xixi e cocô está nesse estilo. Já “batizamos” dezenas de lugares do país e deixamos qualquer cachorro de plantão morrendo de inveja.

A primeira situação inusitada aconteceu no meio de um passeio nas cataratas de Foz do Iguaçu. Ela gritando xixi, a gente correndo para um lado e pro outro e nada de banheiro. A tia desistiu e abaixou as calças dela ali mesmo. Sim, ela contribuiu para aumentar o nível da água nas belas cachoeiras de Foz. Há quem se incomode. Eu não posso fazer muita coisa.

Em São Paulo não foi diferente. Começou com xixi no aeroporto, xixi no banheiro do avião,

xixi no Uber. Mas o nível do vídeo game só foi aumentando...

Nós quatro em plena 25 de março, em uma chuva sem fim. Mamãe comprando muamba com baby Joe na barriga e nós dois nos divertindo. Quando ninguém esperava, eis que ela grita: “XIXI! ”. Corri, sambei, suei e nada. Não tinha um coreano que entendia a minha língua e banheiro em lugar nenhum. Saímos da loja, abaixamos ao lado de uma banquinha de roupas, arranquei as calçolas, fiz uma espécie de cadeirinha com os braços e a surpresa saiu boiando! Kkkkk! O povo olhou horrorizado! Eu nem sabia onde enfiar a cara. O cocô saiu boiando em uma corredeira feita pela chuva, menos mal! Eu peguei tranquilamente o lenço, limpei minha cria e voltamos aliviados para as muambas.

Outro episódio aconteceu na Starbucks. Como em Brasília não tem nenhuma, eu e mamãe marcamos um café com um amigo de Belo Horizonte, da comunidade PAI TEM QUE FAZER DE TUDO. café vai, café vem, surge o rugido do leão: Xixi! Lá foi mamãe. O banheiro feminino era no andar de baixo, desceram as escadas, descobriram que precisava de senha. Descobriram a tal senha e a porta não abria, me parece que alguém estava assistindo algum episódio de serie lá dentro. Enfim, voltaram escadas acima com a sirene gritando xixi. Lá fui eu. Achei o banheiro, achei a senha, consegui abrir a porta e fum. O banheiro estava sujo. Vaso entupido, chão molhado.... Tive a grande (e única) ideia de pegar no colo e colocar na pia pra fazer o xixi. Ah surpresa ingrata. Lá vem o cocozão novamente. Entrei em pânico, procurei um papel enquanto equilibrava Tarsila no colo, peguei o dito cujo e mandei pro vaso. Joguei uma aguinha na pia, mas, ficou daquele jeito. E lá saímos nós, com a cara mais lisa do mundo.

Em nosso último episódio da série cocô pelo mundo, saíamos felizes do Parque da Mônica quando a sirene apitou: xixi! Xixi! Xixi! Lá vou eu. Corri num banheiro maravilhoso no melhor estilo família que tem nesse parque e fizemos o xixizão. Lá fora pedimos o Uber e a sirene apitou novamente. E agora? O banheiro estava longe e então procurei uma moita ao lado do banquinho. Não deu outra, ah cocô traidor. Saiu ali mesmo sem a menor cerimônia. Mamãe riu, já que não tinha mais o que fazer, limpou a cabritinha e eu me encarreguei de pegar o energúmeno e jogar numa lixeirinha.

Moral da história: precisamos ensinar Tarsila a falar cocô! Já seria uma boa ajuda! Kkk! Brincadeiras e verdades, estamos muito felizes com a evolução da nossa filha no quesito desfralde. Ela tem nos dado aulas maravilhosas de vida em família e apesar dos apuros, nos divertimos muito juntos.

#Desfralde #Xixi #Cocô #Paternidade #Espaçofamília

 Brasília DF  |      © 2015 Papai no controle  | blogpapainocontrole.com