• Mamãe Jamile Romeu

Meu dia das mães - feliz e atrasada


Eu achei que não iria conseguir. Saí pra trabalhar as 7h e tentei fazer tudo o mais rápido possível. Já estava quase na hora e tudo resolveu acontecer. Eu sabia que ela estava ansiosa. Eu até podia ver as unhas sendo roídas e a irritação. Foram horas de ensaio árduo, de passos, de gestos, de voz. O relógio apertava. Eu suava frio. Entrei no carro e desejei voar. Não deu. Perdi a primeira. Corri mais um pouco. Cheguei pra última. A multidão de mães não me deixava ver. Me atirei no chão, entre uma cadeira e outra. Baby Joe não estava me ajudando. A segunda apresentação começou. Os olhinhos me procuravam como quem dizia... foi tudo em vão. Me balancei. Cantei. Acenei. Ela me viu! Sorriu como se tivesse visto a coisa mais linda do mundo. E era eu. Chorei. Ela se empenhou e dançou mais e mais. Se inclinou e agradeceu à platéia do jeitinho que eu ensinei. Correu. Como se nada mais importasse. E não importava. Nem pra mim. E se atirou em meus braços. Linda. Sorridente. Orgulhosa. Era ela. Minha Tarsila.

#Diadasmães #Contos

 Brasília DF  |      © 2015 Papai no controle  | blogpapainocontrole.com