• Papai no Controle

Grávida pode comer qualquer tipo de peixe e frutos do mar?


Hoje fomos convidados para jantar em um restaurante japonês e sempre surge a dúvida: Grávida pode comer comida crua?

A maioria dos peixes e frutos do mar é segura para se comer durante a gravidez, desde que bem cozida. Segundo o Baby center, é preciso ter bastante cuidado com as preparações cruas, porque o risco de contrair uma infecção alimentar na gestação é maior. Frutos do mar frescos e crus podem ser perigosos pelo potencial de conter parasitas que roubem do seu corpo os nutrientes necessários para o crescimento saudável do bebê. O processo de congelamento e cozimento na temperatura certa mata os parasitas. Muitos restaurantes japoneses optam pelo peixe congelado para preparar sushis exatamente por esta razão. Não se acanhe de perguntar no seu restaurante preferido se é isso o que fazem. Outra coisa para ficar de olho é em peixes servidos malpassados, como postas de salmão ou atum. Peça para o seu vir mais cozido.

DICA DO PAPAI

Nossa obstetra nunca impediu o consumo de alimentos, mas sempre deixou claro que a limpeza e cuidado com o manuseio dos alimentos devem ser observados rigorosamente. Com relação ao peixe cru, por exemplo, sempre escolhemos locais confiáveis e usamos aquela massinha verde, o wasabi. Ele não está no cardápio por acaso. É um potente antimicrobiano, responsável pela eliminação de bactérias dos alimentos, tem um agente anti-inflamatório e contribui na prevenção de cáries. Misture um pouquinho dele com molho, passe seu peixe cru e coma sem culpa!

Ostras e outros mariscos devem ser evitados na gestação, a menos que sejam parte de um prato quente e tenham sido bem cozidos. Crus, eles podem estar contaminados com bactérias e vírus que podem provocar intoxicação alimentar. A gravidez é uma fase particularmente suscetível a este tipo de intoxicação, porque o sistema imunológico da mulher fica suprimido. Entre os melhores peixes estão:

  • salmão

  • truta

  • sardinhas

  • anchovas

  • arenque

  • atum fresco

Gestantes devem evitar o consumo de cação, peixe-espada, garoupa, tubarão e marlin devido aos altos índices de mercúrio presentes em sua carne, algo que pode ser prejudicial ao desenvolvimento do sistema nervoso do bebê. O atum é outro peixe cuja ingestão deve ser mais limitada exatamente pelo mesmo motivo (o recomendado é consumir, no máximo, uma lata de atum por semana ou dois filés).

Parte do Texto foi retirado o site Baby Center Brasil


 Brasília DF  |      © 2015 Papai no controle  | blogpapainocontrole.com