• Colaborou Diego Freire

Mães em dobro - Os grandes desafios da mãe que assume a função de pai


Papel de mãe e papel de pai. Muitas vezes as mães tem

que assumir as duas funções. As dúvidas, o medo, a insegurança e a solidão podem surgir, mas a coragem e o amor podem superam tudo isso.

Elas podem se encontrar sozinhas na criação dos filhos por diversos motivos como: as mães solteiras que são muito comuns entre as adolescentes. As mães divorciadas que se separam depois de uma vida matrimonial e tem que aprender a virar a página e buscar o equilíbrio, sem a presença paterna diária. Assim como, as viúvas que não escolheram seguir criando os filhos sós, mas também têm que superar o sofrimento da perda e encarar a nova condição.

Para a psicóloga e coordenadora do curso de Pedagogia do Centro Universitário Estácio, Helen Tatiana, em ambas situações a mulher tem que se reinventar para levar equilíbrio dentro da família. Segundo ela, a coragem e a determinação são os pontos em comum entre todas, pois em algum momento é preciso respirar fundo e encarar a situação.

"As novas responsabilidades da mãe, como administrar o papel integral da criação e educação do filho, além de administrar a ausência do pai são coisas para mulheres valentes e determinadas, e que merecem todo respeito ”, disse.

E concluiu “Não é feio ser mãe solteira. A sociedade precisa quebrar esses paradigmas. Feio é o preconceito da ideia enraizada de que uma mulher não pode ser feliz e capaz de oferecer uma educação de qualidade, a não ser que tenha uma família tradicional constituída”

Serviço:

Assessoria: Diego Freire

Contato: diego.jornal@gmail.com

#Maternidade #Mãesolteira

 Brasília DF  |      © 2015 Papai no controle  | blogpapainocontrole.com